Entenda a importância do feedback na gestão de pessoas

O feedback é uma das mais importantes ferramentas para a gestão de pessoas. Infelizmente, ainda hoje, muitos gestores e empresários deixam esse assunto em segundo plano — seja pela falta de conhecimento ou interesse em colocá-lo em prática.

Esse é um grande equívoco, pois demonstra indiferença com a equipe de trabalho.

Para ficar mais claro, o feedback funciona como um retorno de informação, falando para o funcionário sobre seu comportamento dentro da empresa. Esse retorno pode ser positivo ou negativo e cada um possui determinados benefícios correlacionados.

Pensando nisso, criamos este post para você. Continue lendo nosso conteúdo e entenda a importância do feedback (positivo e negativo) na gestão de pessoas, bem como realizá-lo de forma assertiva. Boa leitura!

A importância do feedback positivo

Muitos tem a ideia de que o retorno de informação é sempre uma crítica, mas isso não é verdade. O feedback positivo é uma grande ferramenta para engajar os funcionários, motivando-os a continuar com determinado comportamento.

Esse retorno consiste em exaltar os resultados positivos dos seus colaboradores — como a satisfação dos clientes finais, uma boa venda ou a conduta no dia a dia da empresa. Ao fazer isso, você demonstrará que observa constantemente jornada dos funcionários.

Porém, é importante saber como e quando oferecer um feedback positivo. Lembre-se sempre que não basta disparar um amontoado de elogios, pois uma hora ou outra eles deixarão de ter o efeito desejado. É necessário uma boa estratégia.

A importância do feedback negativo

Também conhecido como feedback corretivo, esse segundo é utilizado para apontar algo no qual o funcionário está deixando a desejar e, por isso, precisa melhorar. Sendo assim, seu principal objetivo é corrigir determinados comportamentos.

Mas é preciso utilizá-lo com moderação. Muitos colaboradores possuem a percepção de que apenas os seus erros são percebidos, enquanto seus acertos são simplesmente esquecidos. Isso certamente prejudicará a produtividade.

Além disso, é importante destacar que a frustração e estresse decorrentes do feedback negativo podem ser nocivos à saúde do colaborador. Então, é importante saber como oferecer um feedback realmente justo, mesmo que negativo.

3 dicas para oferecer um bom feedback

A capacidade de dar (e receber) feedback deve ser desenvolvida de forma contínua. É preciso saber falar aos colaboradores sobre seus erros e acertos, sobre suas forças e fraquezas, mas de uma forma clara e eficiente. Veja algumas dicas para isso:

1. Equilibre as críticas e elogios

Na maioria das vezes, o mais indicado é equilibrar as críticas e elogios destinadas aos profissionais. Ao fazer isso, você conseguirá corrigir os comportamentos desejados e, ao mesmo tempo, manter os funcionários engajados na busca pelos resultados.

2. Planeje o que será dito

Reflita sobre o que vai dizer para o colaborador. O mais indicado é buscar exemplos práticos, coisas que realmente já aconteceram dentro da empresa. Também é importante ter uma abordagem clara e direta, evitando rodeios sem significado.

3. Acompanhe a melhoria

É importante acompanhar o crescimento do profissional após o feedback. Com isso, você saberá se realmente tem conquistado os resultados desejados. Aproveite para elogiar as pequenas conquistas, mostrando que está sempre de olho no que faz.

Existem alguns erros que são cometidos, tais como: demorar para dar feedback, não fazer isso de forma clara ou não praticá-lo continuamente. Evite isso. Mostre que se importa com sua equipe e que realmente deseja o crescimento de todos.

 

Fonte: Blog da Sami Sistemas
Head/hut taxes must be paid from ivory, palm nuts or someone write my essay for me wages a.

Compartilhe: